Dr. Daniel Locatelli
Aviso
  • Lack of access rights - File 'http:/www.balaointragastrico.org/images/balao3.jpg'
  • Lack of access rights - File 'http:/www.balaointragastrico.org/images/balao3.jpg'

Perguntas Frequentes

O tratamento é definitivo?
O tratamento é definitivo, desde que haja a conscientização do paciente e uma verdadeira mudança nos hábitos alimentares e no estilo de vida. A reeducação alimentar e a inclusão da prática de atividades físicas na rotina são essenciais para o sucesso duradouro dos resultados do balão.

Quais são as vantagens do tratamento com o balão?
As vantagens são muitas, algumas das quais listadas abaixo:
- O método é temporário e oferece baixíssimos riscos, uma vez que não é invasivo. Problemas comuns a procedimentos cirúrgicos, tais como complicações com anestesia, cortes, cicatrizes ou riscos de infecções, hemorragias e infecções hospitalares são nulos com o uso do balão intragástrico. Por isso, o índice de complicações é quase nulo e a recuperação costuma ser extremamente rápida.
- Durante o período de tratamento, o paciente adquire novos hábitos alimentares, melhores e mais saudáveis. Após a retirada do balão, esses novos hábitos serão essenciais para que o paciente mantenha a dieta e consiga permanecer com os bons resultados alcançados.
- O método é saudável, sem uso de medicamentos para emagrecer, cujos malefícios e efeitos colaterais já foram amplamente discutidos na mídia.
- O método é ideal para pacientes que estão acima do seu peso, mas não têm indicação cirúrgica ou não desejam se submeter a um procedimento mais invasivo.

Há riscos de o balão estourar?
Não, o balão não estoura. Há um risco mínimo de vazamento do líquido para fora do balão. Esse líquido possui um corante azul, que não prejudica em nada a saúde do paciente e serve, justamente, para sinalizar problemas de vazamento. Por isso, o paciente notará que a cor de sua urina e/ou fezes está alterada, apresentando uma coloração azulada.
Caso isso ocorra, o paciente deverá entrar em contato com seu médico imediatamente, para que o balão seja retirado e outro balão possa ser reinstalado. Contudo, as ocorrências de vazamento são muito baixas e as chances de que esse problema ocorra, muito remotas.

Qual a estimativa de perda de peso?
Cerca de 15 a 20% do peso corporal, sempre lembrando que o comprometimento do paciente com o processo, por meio da reeducação alimentar e da prática de atividade física, serão determinantes para que os objetivos traçados sejam alcançados. A perda de peso é diretamente proporcional ao grau de engajamento do paciente com o tratamento.

Depois de colocar o balão intragástrico terei restrições em minhas atividades?
Após 3 dias da colocação do balão intragástrico você pode prosseguir normalmente com as atividades do dia a dia, inclusive os exercícios físicos. Porém, é importante seguir as orientações médicas e evitar a prática de exercícios de alto impacto, como por exemplo, boxe.

A colocação do balão pode provocar alguns efeitos colaterais?
Nas primeiras 72 horas após a colocação do balão é bastante comum que você sinta enjôo, vômitos e dor abdominal. Normalmente estes sintomas diminuem muito após o 5o dia. Isso acontece porque o organismo precisa se adaptar à presença do balão intragástrico, que inicialmente é interpretado como um corpo estranho. Após esse período de adaptação, o desconforto passa e você pode prosseguir com suas atividades diárias, inclusive exercícios físicos indicados pelo médico. De qualquer forma serão prescritos medicamentos para tentar controlar ao máximo estes efeitos colaterais.

Após 6 meses de permanência com o balão intragástrico eu realmente necessito retira-lo?
Essa é uma decisão médica. O prazo máximo de permanência do balão intragástrico dentro do estômago no intuito de perder peso é de seis meses. Vários estudos demonstram que ele não possui mais eficácia após este período. Sua permanência após esse período ajudaria apenas a manter uma reeducação alimentar. Se você desejar perder mais peso com esse método, você pode colocar um novo balão intragástrico, mas é necessário um intervalo de pelo menos dois meses.

E para retirar o balão?
A retirada do balão é realizada através de endoscopia onde o balão é esvaziado no interior do estômago e retirado com instrumentos especiais através do esôfago, ou seja, o caminho inverso ao da colocação. Após, é recomendado ao paciente manter o acompanhamento com a equipe multidisciplinar para a manutenção do peso.